"" A Saúde e Beleza De Suas Orquídeas: Conheça Mais Sobre As Maravilhas Das Orquídeas

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Conheça Mais Sobre As Maravilhas Das Orquídeas

Como cuidar de orquídeas, essa é uma pergunta que todos os apaixonados por elas fazem inúmeras vezes, conheça um pouco sobre elas para saber como cuidar de cada uma.

Hoje vamos falar um pouco das espécies de orquídeas em relação ao seu hábito de crescimento, saber como elas crescem é muito importante na hora de plantar as orquídeas.



COMO CUIDAR DE ORQUÍDEAS

Cuidar de orquídeas é muito fácil  isso contraria o que muitos falam delas, não exigem muitos cuidados nem muito do nosso tempo, o mais importante de tudo é conhecer elas assim podemos saber como cuidar de nossas orquídeas, sim o conhecimento é tudo na hora de por em prática os cuidados com elas, pois sabemos que cada espécie precisa de ser  tratada de acordo com suas necessidades.

O que fazer quando ganha a primeira orquídea, quando é preciso replantar, e ao aparecer uns intrusos nas nossas orquídeas, ou quando elas ficam doentes isso tudo nós nos perguntamos por medo de perder a muda e isso acontece com frequência e muitas vezes pelo excesso de cuidados, tudo tem que ser na medida certa.

Para você saber como cuidar de orquídeas você precisa de conhecer as espécies, conhecendo cada uma você tem bastante chance de evitar que você perca a planta.

SABER IDENTIFICAR O HÁBITO DE CRESCIMENTO DAS ORQUÍDEAS É MUITO IMPORTANTE, PORQUE ISSO DETERMINA O MODO DE PLANTAR E TRANSPLANTAR CADA ESPÉCIE.




As orquídeas podem crescer no solo, sobre pedras, na matéria orgânica e principalmente se desenvolvendo apoiadas em outras plantas, especialmente em árvores e essa forma elas adoram. Podemos assim agrupá-las de acordo com seu habitat e não errar na hora de plantar uma orquídea.

TERRESTRES

As orquídeas terrestres se desenvolvem diretamente no solo, retirando dele água e nutrientes necessários para seu crescimento. Podemos citar como exemplo de terrestres os gêneros Arundina, Selenipedium e Phaius. Há orquídeas que, embora terrestres, desenvolvem-se em forma de liana escandente, necessitando do suporte de outros vegetais, como no caso de espécies do gênero Vanilla.

RUPÍCOLAS OU LITÓFITAS


São as que vivem na natureza sobre rochas ou rochedos. Estendem suas raízes pela superfície das rochas ou penetrando nas frestas e irregularidades onde se acumulam os nutrientes e a água que elas precisam para sua subsistência. Podemos citar como exemplo de Rupícolas ou Litófilas os gêneros Epidendrum, Hoffmannseggella e Bifrenaria. Hoffmannseggella briegeri (L.briegeri,C. briegeri)

SAPRÓFITAS


São orquídeas completamente desprovidas da parte aérea e aclorofiladas, que vivem abaixo do solo, nutrindo-se de material orgânico. Elas representam um número reduzido de espécies e não são significativas em cultivos.

EPÍFITAS


As Espífitas representam a maioria das espécies de orquídeas. São aquelas que vivem principalmente sobre árvores, podendo também crescer em arbustos e cactos, onde encontram luz e ar em abundância. Não são parasitas, pois realizam fotossíntese e utilizam o tronco de outras plantas apenas para se fixarem. Como exemplo, temos os gêneros Cattleya, Oncidium, Dendrobium, Laelia e Brassavola, que são as plantas mais cultivadas, tanto no Brasil como em outros países.


fonte: http://orquideasraras.net.br/como-cuidar-de-orquideas/

Nenhum comentário:

Postar um comentário